4 dicas de como cuidar de pais idosos

Dê sua nota!

Lentidão para desempenhar tarefas simples, teimosia, reclamações e mau humor são alguns dos comportamentos naturais que surgem com o avanço da idade. Será que os filhos estão preparados para lidar com esses desafios na hora de cuidar da saúde dos pais?

A chegada da terceira idade é uma fase muito delicada, carregada de nostalgia, resistência a mudanças e dificuldades para aceitar as limitações do envelhecimento. Esse momento é ainda mais doloroso quando os filhos não oferecem o devido suporte aos pais.

Neste post, vamos abordar os desafios de cuidar dos pais idosos, além de apresentar algumas dicas essenciais para melhorar a qualidade de vida deles. Confira!

Os desafios de cuidar da saúde dos pais

Os pais começam a enfrentar as dificuldades impostas pelo avanço da idade enquanto seus filhos ainda estão atribulados com suas múltiplas atividades cotidianas e com seus próprios problemas pessoais e familiares.

Nesse momento, há uma inversão de papéis: são os filhos que precisam reorganizar suas vidas para cuidar da saúde dos pais, assim como os pais, por muito tempo, renunciaram a muitas coisas para se dedicar exclusivamente ao cuidado dos filhos.

O primeiro desafio é o reconhecimento de que os pais merecem esse apoio, em resposta a todos os sacrifícios que eles já fizeram. No entanto, essa valorização nem sempre acontece!

Ainda que os filhos tenham disposição e consciência desse papel, existem diversos outros desafios que precisam ser superados no dia a dia. Os idosos pertencem a outra geração, com crenças, valores e manias diferentes dos atuais.

É compreensível que esse processo seja difícil, já que esses mesmos idosos um dia foram pessoas ativas e autônomas, mas que agora dependem da ajuda de outros para viver.

Na importante função de cuidar dos pais durante essa fase delicada, os filhos devem estar preparados para lidar, inclusive, com comportamentos semelhantes ao de crianças. No entanto, devemos nos lembrar de que eles, inúmeras vezes, passaram por isso cuidando de nós e nunca nos abandonaram!

 

 

Os cuidados necessários com os pais idosos

Quem acompanha os pais na terceira idade precisa estar atento às necessidades e aos cuidados especiais que essa fase exige. A seguir, listamos 4 dicas fundamentais para promover mais tranquilidade e saúde aos idosos:

1. Faça as devidas adaptações na residência

Conforto e segurança são dois itens que devem ser observados na hora de adaptar a casa. É importante, por exemplo, trocar pisos escorregadios, para evitar quedas e fraturas; elevar a altura do vaso sanitário; dispor uma cadeira para banho; melhorar a iluminação; instalar rampas de acesso etc.

2. Incentive hábitos saudáveis

Alimentação equilibrada, com baixo teor de açúcar, sal e gordura e atividades físicas leves, como caminhada (desde que tenha liberação do médico) são hábitos essenciais para melhorar a saúde e a disposição.

Cabe aos filhos, então, facilitar essas práticas, fazendo a compra de alimentos saudáveis, por exemplo, no caso dos idosos que não vão sozinhos ao mercado. Aqueles que dispõem de mais tempo livre para cuidar de seus pais podem, ainda, acompanhá-los em caminhadas regularmente.

3. Cuide do bem-estar emocional de seus pais

Incentivar hobbies, colocar músicas, favorecer boas recordações, promover passeios ao ar livre e encontros com outras pessoas da mesma faixa etária ou, ainda, dedicar um bom tempo para o diálogo são ótimas formas de ajudar os idosos a experimentarem boas sensações e fortalecerem o bem-estar psicológico.

4. Mantenha os exames e consultas médicas em dia

Por fim, é imprescindível incentivar o acompanhamento médico regular. A terceira idade é marcada por muitos comprometimentos na saúde, como problemas oftalmológicos, auditivos, cardiovasculares, neurológicos, ósseos e articulares, entre outros. Portanto, exames e consultas a diversos especialistas devem ser mantidos em dia.

Cuidar da saúde dos pais vai além dos cuidados básicos: requer dedicação, convivência, paciência e respeito. Tais ações não devem ser encaradas como sacrifícios, mas sim gestos de amor e retribuição!

Você tem experiência com esse tema? Qual é a sua opinião sobre isso? Deixe seu comentário aqui no post nos contando!

E não esqueça de visitar o seu oftalmologista de confiança regularmente!

Mario Filippo
Especialista em Cirurgia Refrativa a Laser e Ceratocone
Graduado em Medicina pela Universidade Federal do Rio de Janeiro – UFRJ. Durante sua vida acadêmica, participou de dezenas de congressos e simpósios, no Brasil e no exterior, e ministrou diversas aulas sobre Oftalmologia. Para mais informações sobre sua experiência na área,
clique aqui.

Posts Relacionados