cinco fatores que influenciam o surgimento da catarata ocularO surgimento da catarata ocorre quando o cristalino, a lente que se encontra atrás da pupila e da íris, se torna opaco dificultando a visão. Ela é a causa mais comum de perda da vista nas pessoas com mais de 40 anos de idade, e também considerada a principal causa de cegueira no mundo.

No post de hoje, mostraremos 5 fatores que influenciam o surgimento da catarata e como prevenir e tratar a doença. Acompanhe!

Que fatores influenciam o surgimento da catarata?

1 – Hereditariedade

A hereditariedade é o principal fator determinante para saber se um indivíduo desenvolverá catarata, ou seja, se um indivíduo possui catarata, existe 70% de chances de que seus filhos venham a desenvolver catarata também. Mas além do fator genético, existem o que chamamos de fatores externos, que são situações em que as pessoas se expõem e que contribuem para o surgimento da catarata.

2 – Tabagismo e uso do álcool

O hábito de fumar se relaciona com o surgimento da catarata, por causar a diminuição das defesas do organismo, o que gera a condição propícia para o desenvolvimento da doença ocular. O alcoolismo, pelo mesmo motivo, também está relacionado ao aparecimento da catarata.

3 – Exposição aos raios ultravioleta

A exposição constante à radiação ultravioleta pode resultar no surgimento da catarata. A OMS tem uma estimativa de que até 20% dos casos de cegueira mundial sejam decorrentes da exposição constante à radiação UV. E, por isso, a recomendação é o uso de chapéus e bonés com abas largas, óculos de sol apropriados e a redução da exposição aos raios ultravioleta, especialmente, nos horários de maior intensidade.

4 – Diabetes

Acredita-se que até 4% de todos os casos de catarata sejam atribuídos ao diabetes, devido aos problemas circulatórios que a doença causa, e outros, como a retinopatia diabética.

5 – Esteroides

O uso prolongado de esteroides e medicamentos à base de cortisona também é um dos fatores que podem influenciar no surgimento da catarata.

Como prevenir?

Existem diversas medidas preventivas para evitar a catarata. Entre elas, a alimentação pode fazer a diferença.

Consumir alimentos ricos em vitamina E, como semente de girassol, amêndoas e espinafre auxiliam e fortalecem a visão, bem como outros alimentos que sejam fontes de luteína, como espinafre, couve e outras verduras previne contra o aparecimento da doença.

LEIA TAMBÉM:  Lentes intra-oculares para catarata: qual escolher?

Além disso, estudos mostram que vitaminas antioxidantes como a Vitamina C e os alimentos que contém ácidos graxos podem reduzir o risco de catarata.

Qual o tratamento?

Quando os sintomas começam a aparecer, você pode ser capaz de melhorar a sua visão por um tempo usando óculos novos, ampliação, iluminação adequada ou outros recursos visuais.

Porém o tratamento eficaz é a cirurgia, fortemente recomendada para quando a catarata evoluir o suficiente para prejudicar seriamente a sua visão e afetar sua vida diária.

Muitas pessoas consideram má visão um fato inevitável do envelhecimento, mas a cirurgia de catarata é um procedimento simples, relativamente indolor e de recuperação rápida.

Os riscos durante a cirurgia são muito pequenos, desde que realizado um pré-operatório eficaz e seguro. Durante a cirurgia, o cirurgião retira a catarata e a substitui por uma lente intra-ocula artificial. E após esse procedimento não existe reincidência da catarata.

Agora que já conhece um pouco mais sobre o surgimento da catarata e a forma de tratamento, compartilhe com outras pessoas, para que elas também possam saber sobre o assunto!

Que tal também conferir os nossos artigos relacionados:

E não deixe de visitar o seu oftalmologista de confiança regularmente!

Ricardo Filippo
Graduado em Medicina pela Universidade Federal do Rio de Janeiro – UFRJ. Durante sua vida acadêmica, participou de dezenas de congressos e simpósios, no Brasil e no exterior, e ministrou diversas aulas sobre Oftalmologia. Para mais informações sobre sua experiência na área,
clique aqui.