Dicas incríveis sobre a saúde dos olhos

A associação do processo natural de envelhecimento ao contínuo esforço da vista, por meio de leituras extensas, uso inadequado de óculos, horas em frente a televisores e smartphones, uso do computador, exposição ao sol, forma um ambiente perfeito para o desenvolvimento de problemas degenerativos da visão.

                                                    Sobre o envelhecimento dos olhos

Em média, a partir dos 40 anos, a saúde dos olhos começa a dar sinais de comprometimento por causa da idade. As pessoas costumam apresentar dificuldade para focalizar objetos próximos e, por esse motivo, tendem a esticar os braços na hora de ler alguma coisa. Esse fenômeno recebe o nome científico de presbiopia e atinge quase 100% dos indivíduos com o passar do tempo, sendo corrigida de maneira simples, com o uso de lentes.

O fato de que a visão muda na terceira idade é inquestionável. No entanto, especialistas destacam que certas atitudes, tomadas ao longo da vida, podem assegurar um envelhecimento com mais qualidade para o corpo e para os olhos.

Para a saúde dos olhos

Mantenha-se saudável por inteiro

Diabetes e hipertensão podem afetar a saúde ocular consideravelmente. Por isso, manter essas doenças controladas é importantíssimo. Se você faz tratamento para esses problemas ou tem histórico deles na família, convém fazer um acompanhamento oftalmológico regular para proteger sua visão de possíveis danos.

Adote uma dieta colorida

Frutas, legumes e verduras de cores vibrantes, principalmente, contêm boa quantidade de carotenoides _ um composto com ação antioxidante que é precursor da vitamina A, fundamental para a saúde ocular. Aposte em cenoura, abóbora, mamão, caqui e outros alimentos bons para a vista. O cardápio variado garante também uma maior ingestão de minerais, vitaminas, proteínas e ômega-3, substâncias que fazem bem para todo o corpo, incluindo a região dos olhos.

Jamais coce os olhos

Coçar os olhos é um hábito prejudicial em qualquer idade e torna-se mais perigoso à medida que envelhecemos. Esse ato simples pode afetar diferentes estruturas oculares, como a retina, a conjuntiva e a córnea, sendo um grande fator de risco para o desenvolvimento do ceratocone _ uma deformação que deixa a córnea menos espessa e em formato de funil, o que afeta a qualidade da visão.

LEIA TAMBÉM:  Cirurgia de vitrectomia: quando essa intervenção é necessária?

Proteja os olhos

efeito do sol nos olhos pode ser devastador. Óculos escuros de boa qualidade são acessórios fundamentais para prevenir queimaduras e o envelhecimento ocular. Esses itens filtram os raios UV prejudiciais à retina. Em atividades que envolvam pontas metálicas, lascas de madeira ou qualquer outro resíduo que possa penetrar a cavidade ocular, jamais dispense o uso de óculos de proteção. Não deixe de usar também os óculos de grau, caso o oftalmologista recomende. Eles evitam problemas oculares mais graves e incômodos como o cansaço visual.

Exercite-se

A prática de atividade física melhora a circulação e a oxigenação do organismo e ajuda a controlar a pressão e o diabetes. Isso beneficia também a saúde dos olhos. É preciso apenas usar acessórios de proteção ocular e evitar quedas para não prejudicar as estruturas oculares.

Durma

Garanta pelo menos oito horas de descanso por dia. Esse tempo com os olhos fechados possibilita uma boa lubrificação do globo ocular, diminui a exposição da vista a agressões externas e evita o surgimento da Síndrome do Olho Seco, problema comum na terceira idade.

Controle o uso do computador

Longos períodos diante do monitor podem provocar desconforto visual, pequenos erros refracionais, irritações, ressecamento ocular e o que chamamos popularmente de vista cansada. Diminua o tempo de uso, pisque mais e use colírio lubrificante receitado pelo oftalmologista.

Quando consultar o oftalmologista

Há pessoas que só procuram o oftalmologista quando apresentam algum problema nos olhos ou de visão. É preciso visitar o consultório oftalmológico periodicamente, para garantir a saúde dos olhos: a realização de exames permite o diagnóstico precoce de doenças como o glaucoma, a catarata e a degeneração macular relacionada à idade.

A descoberta antecipada de problemas oculares otimiza o tratamento e aumenta as chances de recuperar a qualidade da visão. A partir dos 40 anos, é ideal que as consultas ao oftalmologista sejam mais frequentes.

Seguir essas dicas sobre saúde dos olhos pode fazer a diferença. Para mais dicas e orientações sobre saúde ocular, clique aqui!

Ricardo Filippo
Oftalmologista
Graduado em Medicina pela Universidade Federal do Rio de Janeiro – UFRJ. Durante sua vida acadêmica, participou de dezenas de congressos e simpósios, no Brasil e no exterior, e ministrou diversas aulas sobre Oftalmologia. Para mais informações sobre sua experiência na área,
clique aqui.