Dê sua nota!

Astigmatismo: causas, sintomas e tratamentosÉ provável que você já tenha ouvido falar ou conheça pessoas que têm astigmatismo, mas não saiba ao certo do que se trata. Sendo uma das patologias mais comuns dos olhos, a doença contribui para a perda progressiva da capacidade de enxergar objetos e, consequentemente, da qualidade de vida de quem a porta. Muitas vezes, você ou alguém próximo pode ter esse mal e nem saber disso, adiando o tratamento adequado e a recuperação da sua acuidade visual.

Para sanar todas as suas dúvidas sobre o assunto, leia o texto a seguir. Ele contém as principais causas, sintomas e tratamentos, e ensina tudo o que você precisa saber sobre o astigmatismo. Veja só:

O que é o astigmatismo?

O astigmatismo, como mencionamos, é um dos males mais comuns dos olhos, mas também não costuma ter maior gravidade e é facilmente tratável. Ele ocorre quando a córnea — estrutura amplamente envolvida na formação da imagem — perde sua curvatura natural.

Ela normalmente tem uma superfície simetricamente curva, como um globo perfeito. Quando a pessoa tem astigmatismo, no entanto, essa camada é assimétrica e não permite a incidência perfeita dos raios luminosos na retina. Como resultado, as pessoas têm uma visão borrada e pouco nítida.

cirurgia refrativa a laser para miopia, astigmatismo e hipermetropia

Causas

Como vimos, a principal causa do astigmatismo é uma curvatura inadequada da córnea. Quando ela não é uniforme, a passagem dos raios luminosos acaba não ocorrendo corretamente e a imagem fica com um foco longe do ideal.

O mal é comumente associado a outros problemas, como hipermetropia e miopia, e tem um forte componente genético: é muito comum que famílias inteiras possuam o problema. Por essa razão, é importante saber que o astigmatismo pode:

  • Estar presente desde o nascimento;
  • se desenvolver com o crescimento;
  • ou até ser oriundo de traumas ou falhas cirúrgicas.

Aqui, vale lembrar que a doença não pode ser causada por leitura com pouca luminosidade, em carros ou aviões, ou sentar-se perto demais da TV — já solucionamos essas dúvidas em outro post, que tal dar uma olhada? No entanto, coçar o olho com violência pode deflagrar essa patologia, por isso tenha cuidado e seja delicado quando se tratar dos seus olhos.

LEIA TAMBÉM:  Fique atento aos perigos do uso de óculos falsos

Sintomas

teste de acuidade visual antes da cirurgia de miopia

Os sintomas que mais caracterizam o astigmatismo são visão dupla ou borrada. Quando mais grave, essas distorções se tornam mais visíveis, embora isso não seja muito comum.

É importante ressaltar que crianças podem apresentar o problema e não o evidenciarem, pois, por se tratar de algo que pode ser inato, elas simplesmente não saberão que não enxergam o mundo com foco. Portanto, se seu filho apresentar dores de cabeça, dificuldade ao ler a lousa da escola ou qualquer mal na visão, é essencial procurar o oftalmologista.

Outros sintomas que podem estar associados ao astigmatismo em qualquer idade são:

  • Fotofobia (intolerância à luz);
  • dificuldade na leitura;
  • piora na visão noturna;
  • e olhos cansados, entre outros.

Tratamento  

O tratamento do astigmatismo pode incluir métodos corretivos como os óculos e lentes de contato, que corrigem a incidência dos raios luminosos ajustando o grau do produto à curvatura da córnea. A solução definitiva para o problema é a cirurgia refrativa a laser ou a cirurgia refrativa customizada. Elas remodelam a córnea e resolvem o mal de uma vez por todas.

Você acredita que está com astigmatismo? Ainda tem dúvidas e perguntas sobre a doença? Fale conosco nos comentários ou agende uma consulta, teremos prazer em te ajudar!

Ricardo Filippo
Graduado em Medicina pela Universidade Federal do Rio de Janeiro – UFRJ. Durante sua vida acadêmica, participou de dezenas de congressos e simpósios, no Brasil e no exterior, e ministrou diversas aulas sobre Oftalmologia. Para mais informações sobre sua experiência na área,
clique aqui.