Cirurgia de calázio: quando é indicada?

Sabe em quais situações a cirurgia de calázio é realizada? Você pode até nunca ter escutado esse termo, mas trata-se de um problema bem mais comum do que parece.

Para esclarecer suas dúvidas, preparamos este post com importantes informações sobre a cirurgia de calázio. Durante a leitura você vai entender o que é essa complicação oftalmológica, suas causas e sintomas, os tipos de tratamento, quando e como a intervenção cirúrgica é realizada e quais os cuidados pós-operatórios. Acompanhe!

Definição de calázio

O calázio é uma inflamação na glândula de Meibômio, uma glândula de gordura localizada na pálpebra. Trata-se de lesão crônica que pode apresentar-se como um cisto, tanto na pálpebra superior quanto na inferior. É mais comum que o nódulo apareça na parte superior, devido à maior quantidade de glândulas sebáceas superiormente.

O calázio é facilmente confundido com o hordéolo, mais conhecido como terçol, já que os dois problemas são identificados por características semelhantes. No entanto, são duas condições diferentes. O terçol é resultado de uma infecção bacteriana que afeta os folículos ciliares, enquanto o calázio é uma inflamação das glândulas de gordura, não causada por bactérias.

Mesmo após a inflamação ser controlada, um granuloma pode se formar na pálpebra (semelhante a uma espinha) e aumentar de tamanho conforme a glândula afetada acumula a secreção que produz.

Aprenda um pouco mais com o vídeo e a dica da especialista Paola Grechi:

Principais causas e sintomas

A principal causa do calázio é a obstrução das glândulas de gordura da pálpebra, que dá origem à inflamação. Ainda que não seja um problema causado, a princípio, por bactérias, existe o risco de uma infecção bacteriana agravar o quadro posteriormente.

Os sintomas mais comuns incluem:

  • nódulo na pálpebra;
  • fenda palpebral — diminuição do olho, decorrente do inchaço na região do cisto;
  • visão embaçada, devido à eliminação de secreção;
  • sensibilidade à claridade, efeito conhecido como fotofobia.

Em geral, o calázio se apresenta de forma indolor, mas nos casos de inflamação e crescimento do nódulo pode haver incômodo, dor, irritação, calor e vermelhidão.

Quando há inflamação, o calázio se transforma em hordéolo. Da mesma forma, o contrário acontece quando o terçol desinflama e permanece como um nódulo indolor (calázio).

Os sintomas podem se manifestar em apenas um ou nos dois olhos, na parte interna ou externa da pálpebra, e não se trata de um quadro contagioso (ou seja, não é transmissível de pessoa para pessoa).

Opções de tratamento e indicação de cirurgia

Um terço dos casos de calázio é resolvido naturalmente, ou seja, sem necessidade de intervenção médica. Quando isso não acontece, o tratamento inclui opções clínicas e cirúrgicas. Antes de decidir como o problema deve ser tratado, é importante avaliar uma série de questões:

  • há quanto tempo a doença vem se manifestando e o quanto já evoluiu;
  • se já foram realizados tratamentos anteriores e quais os resultados;
  • quais as respostas ao tratamento clínico;
  • se o problema tem prejudicado a estética do paciente;
  • idade do paciente.

O tratamento clínico é feito com a indicação de colírios e pomadas de efeito antibiótico e anti-inflamatório e, em caso de infecção mais grave, antibióticos via oral também são prescritos. Além disso, são recomendadas compressas mornas para diminuir o inchaço das lesões. É sempre necessário manipular o local lesionado com as mãos limpas para evitar contaminações.

Se a resposta ao tratamento clínico não for positiva, outra possibilidade, antes da cirurgia, é a injeção intralesional de corticoides. Esse procedimento consiste em uma infiltração no local lesionado para amenizar a inflamação.

Se tanto o tratamento clínico quanto a injeção intralesional forem ineficientes, a cirurgia é indicada, especialmente se o calázio crescer o suficiente para causar incômodo, provocar alterações na visão e modificar a estética do paciente a ponto de afetar sua autoestima.

Cirurgia de calázio e pós-operatório

A cirurgia de calázio é a última opção de tratamento da doença. Trata-se de um procedimento bem rápido, com duração máxima de 20 minutos. A intervenção cirúrgica é feita a partir de uma pequena incisão na área da lesão, com aplicação de anestesia local. Depois disso, o conteúdo do nódulo é drenado.

Como a incisão é feita, regularmente, na parte de dentro da pálpebra, a operação de calázio não costuma deixar cicatriz, e a recuperação é tranquila. O paciente leva pouquíssimo tempo para se recuperar e pode, inclusive, voltar às suas atividades no dia seguinte.

No pós-operatório, o paciente deve manter o tratamento com colírios, pomadas e compressas por período determinado. Normalmente, o inchaço no local da cirurgia reduz em poucos dias.

Assista agora mesmo um vídeo de uma cirurgia de calázio realizada pelo doutor Elcio Roque:

Importância de procurar um bom especialista

Temos o péssimo hábito de postergar os cuidados com a saúde ou confiar em qualquer profissional. Isso é um risco! Problemas que não são devidamente tratados podem evoluir para quadros mais graves, por isso é sempre importante procurar o acompanhamento médico adequado.

Com a saúde dos olhos não é diferente. Para encontrar um oftalmologista bem conceituado busque referências, pesquise, veja as avaliações de outros pacientes, observe o currículo e a especialidade do profissional.

O mesmo cuidado vale na hora de escolher uma clínica. Analise indicações e depoimentos de pessoas que já fizeram tratamentos no local, veja a reputação da instituição, conheça o corpo clínico, o nível de especialização e o histórico profissional dos médicos.

Não entregue sua saúde nas mãos de qualquer pessoa! Hoje, é muito mais fácil realizar uma pesquisa antes de escolher um profissional. Você pode acessar informações no site da clínica, entrar em contato e esclarecer todas as dúvidas previamente.

Tratamento com a Clínica de Oftalmologia Integrada

Na Clínica de Oftalmologia Integrada, o tratamento é feito com tecnologia de última geração. A instituição conta com corpo clínico altamente qualificado, equipamentos modernos, centro cirúrgico próprio e muito bem estruturado.

Nela, você é tratado com respeito, humanidade e excelência no atendimento. Todos os profissionais estão preparados para examinar, diagnosticar e cuidar de qualquer problema oftalmológico, sempre priorizando o bem-estar do paciente.

Dentre os diversos tratamentos oferecidos, os mais procurados são cirurgia de catarata e cirurgia refrativa a laser — para casos de miopia, hipermetropia e astigmatismo.

Não adie mais os cuidados com a saúde dos seus olhos. Seja para realizar a cirurgia de calázio, seja para tratar qualquer outro problema oftalmológico, busque acompanhamento especializado e melhore a sua qualidade de vida.

Precisa de mais informações sobre a cirurgia de calázio ou sobre outros tratamentos? Entre em contato com a COI Oftalmologia e tire suas dúvidas.

André Cezar
Especialista em Plástica Ocular, Vias lacrimais e Órbita
Graduado em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas e da Saúde de Juiz de Fora – SUPREMA.
Durante sua vida acadêmica, participou de dezenas de congressos e simpósios, no Brasil e no exterior, e ministrou diversas aulas sobre Oftalmologia. Para mais informações sobre minha experiência na área,
clique aqui.

Posts Relacionados