Dê sua nota!

saiba tudo sobre carotenóide e vitamina AA saúde dos olhos deve ser levada a sério independentemente da sua idade. Consultar um oftalmologista de confiança pelo menos uma vez ao ano e adquirir hábitos saudáveis são atitudes essenciais para quem deseja manter uma boa visão por toda a vida.

Com uma alimentação rica em carotenóide, por exemplo, é possível melhorar os níveis de vitamina A no corpo, substância fundamental para manter os olhos em perfeito estado.

Mas, afinal, o que é carotenóide?

Na realidade, trata-se de uma família de compostos relacionados ao caroteno, que o organismo humano não consegue produzir por conta própria. Por esse motivo, precisam ser absorvidos por meio da alimentação. Presentes sobretudo em frutas e legumes, os carotenóides são responsáveis pela coloração vibrante (vermelha, laranja, amarela) dos alimentos.

Estudos apontam que essas substâncias atuam como poderosos agentes antioxidantes, protegendo as células dos danos provocados pelos temidos radicais livres. Essa ação acaba reduzindo o risco de desenvolvimento de enfermidades crônicas e de doenças oculares como a degeneração macular relacionada com a idade e a catarata.

Na natureza existem mais de 600 tipos de carotenóides, mas o nosso organismo se beneficia principalmente de 6 deles: luteína, licopeno, zeaxantina, betacriptoxantina, alfacaroteno e betacaroteno. Este último, de acordo com pesquisas, é precursor para a produção de 50% da vitamina A encontrada no corpo.

Como os carotenóites ajudam na saúde dos olhos?

A zeaxantina e a luteína têm importantíssimo papel no processo de visão, pois neutralizam os radicais livres, evitando a oxidação das células oculares, além de filtrarem a luminosidade azul, impedindo que os fotorreceptores da retina sejam danificados. Desse modo, acredita-se que esses dois carotenóides ajudam a prevenir significativas baixas na visão relacionadas à idade.

LEIA TAMBÉM:  Miopia se agrava com o passar dos anos?

Já o betacaroteno contribui para blindar a córnea e as demais estruturas que formam os olhos. Essa proteção diminui a incidência de conjuntivites inflamatórias e do fenômeno conhecido como olho seco. Especialistas ainda destacam que esse carotenóide, junto com outros antioxidantes, pode colaborar para a redução de casos de catarata.

Quais alimentos são fontes de carotenóides?

Entre as principais fontes de luteína estão a abóbora, a ervilha, a chicória (crua), o espinafre e demais vegetais de folhagem verde-escura. Milho e pimentão-amarelo, por sua vez, contêm excelentes quantidades de zeaxantina.

O betacaroteno, por sua vez, pode ser encontrado na batata-doce, na cenoura, no pimentão-vermelho, no mamão, no caqui, na manga, na tangerina e na goiaba. A dica para aumentar a absorção desse nutriente é associar o consumo à ingestão de algum alimento rico em gordura “boa”, como azeite, nozes e castanhas.

Além dos vegetais e frutas citados, há diversos outros alimentos que ajudam a manter a saúde dos olhos. Vale a pena conferir!

Agora que você já sabe o que é carotenóide e como essa substância beneficia a visão, não deixe de acrescentá-lo ao seu cardápio nem de compartilhar esse artigo com seus amigos! Assim, você e outras pessoas poderão evitar o desenvolvimento de doenças sérias como a catarata.

E não esqueça de visitar o seu oftalmologista de confiança regularmente!

Ricardo Filippo
Oftalmologista
Graduado em Medicina pela Universidade Federal do Rio de Janeiro – UFRJ. Durante sua vida acadêmica, participou de dezenas de congressos e simpósios, no Brasil e no exterior, e ministrou diversas aulas sobre Oftalmologia. Para mais informações sobre sua experiência na área,
clique aqui.