o que é descolamento da retinaEmbora a importância da visão no nosso dia a dia pareça evidente, muitas pessoas só a percebem quando apresentam algum problema ótico e passam a ter dificuldades em fazer até as coisas mais corriqueiras e banais.

Uma das patologias que afetam nossos olhos e nos fazem perder acuidade visual é o descolamento da retina, que será tema do nosso post de hoje. Você já ouviu falar desse problema? Sabe do que se trata? Continue lendo e descubra um pouco mais a respeito.

O que é o descolamento da retina?

A retina é uma fina camada de tecido nervoso que fica na parte interna dos nossos olhos. São as células da retina que detectam a luz e enviam esses sinais para a parte do cérebro relacionada à visão, permitindo que possamos enxergar o mundo e decifrar o que vemos.

Quando uma parte dessa estrutura ou até sua totalidade se desprende da parte posterior do nosso globo ocular, ocorre o quadro de descolamento da retina. O problema geralmente começa quando o gel vítreo — uma substância espessa que se localiza dentro dos olhos — encolhe e separa-se da retina.

Causas

São diversas as causas que podem causar o descolamento da retina. O próprio processo natural de envelhecimento predispõe a esse tipo de problema, mas ainda existem outros fatores preponderantes:

  • Uma das causas mais comuns é o trauma. Pancadas fortes, choques ou traumatismos cranianos podem causar furos ou rasgos na retina, causando o descolamento.
  • A retinopatia diabética proliferativa também pode ser uma razão para o mal, visto que essa condição pode fazer crescer tecido cicatricial, repuxando a retina e gerando o descolamento.
  • Inflamações e outros males também podem fazer com que o gel vítreo se acumule, e isso pode separar as camadas, resultando também em descolamento.
LEIA TAMBÉM:  Miopia: causas, sintomas e tratamentos

Sintomas do descolamento de retina

exame oftalmológico detecta o descolamento de retinaOs sintomas podem ser muito variados, mas em geral seguem um padrão que pode e deve ser observado com atenção. O ideal é frequentar um oftalmologista de confiança anualmente e voltar conforme indicado pelo profissional, especialmente se você apresentar condições de risco aumentado.

Como dito, portadores de diabetes mellitus ou outras doenças que afetem a circulação devem ficar ainda mais atentos, bem como quem sofreu qualquer tipo de trauma mais forte na cabeça.

Os sintomas podem incluir:

  • A impressão de enxergar manchas escuras no seu campo visual, também chamada de “moscas volantes”;
  • a visualização de sombreados em formato de bolhas, cordões ou pequenos pontos escuros;
  • e flashes de luz ou faíscas brilhantes ao movimentar os olhos ou a cabeça, que podem ser mais facilmente identificados em um fundo ou ambiente escuro.

Em casos traumáticos, os sintomas podem aparecer subitamente e incluirão um efeito de sombra em cortina no campo visual ou piora e perda súbita da acuidade.

Essas são as principais características do descolamento da retina. Caso esteja apresentando algum dos sintomas dessa doença, visite o seu oftalmologista de confiança, somente ele poderá fazer o diagnóstico correto e manter a sua acuidade visual da melhor possível por muito mais tempo!

Caso ainda tenha ficado com alguma dúvida sobre o descolamento da retina, não deixe de comentar este post, será um prazer responder às suas perguntas!

E não se esqueça de consultar seu oftalmologista de confiança regularmente !

Posts Relacionados

Ricardo Filippo
Oftalmologista
Graduado em Medicina pela Universidade Federal do Rio de Janeiro – UFRJ. Durante sua vida acadêmica, participou de dezenas de congressos e simpósios, no Brasil e no exterior, e ministrou diversas aulas sobre Oftalmologia. Para mais informações sobre sua experiência na área,
clique aqui.