GetAttachmentA visão é o sentido mais importante para o ser humano, sendo essencial na percepção do ambiente e nas tarefas do dia a dia. Quando ela fica prejudicada, as dificuldades são tremendas e as pessoas precisam de diversos tipos de adaptação para conseguirem levar uma vida minimamente próxima do normal.

Por vezes, não é possível contornar os problemas nos olhos, e a perda da capacidade visual é inevitável. Já em outros casos, uma identificação precoce pode fazer com que esse mal não ocorra e a visão da pessoa pode continuar funcional por muito mais tempo.

Uma das doenças mais comuns mas que pode ser tratada com êxito é a catarata, porém, para isso, é preciso saber identificar os sintomas da catarata de maneira precoce. Saiba, no texto de hoje, quais são os sinais dessa doença e veja quando procurar um tratamento.

Como surgem os sintomas da catarata?

A catarata é um mal que acomete pessoas de todas as idades. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), ela é responsável por 51% dos casos de cegueira do planeta. Muita gente atribui esse mal ao envelhecimento, o que realmente aumenta a incidência, porém, ela também pode acontecer com crianças e até bebês e ter diversas outras causas além da idade avançada (como traumas, medicamentos, diabetes, etc).

visão embaçada é um dos sintomas da catarata

A lente natural dos nossos olhos chama-se cristalino e pode se tornar opaca, prejudicando a visão. Isso pode ocorrer no centro da lente (chamada de catarata nuclear), nas extremidades (apelidada de catarata cortical) ou até posteriormente (denominada de catarata subcapsular posterior). E é então que os sintomas da catarata surgem.

Quais são os sintomas da catarata de acordo com o seu tipo?

Os diferentes tipos de catarata apresentam sintomas distintos. Veja:

Catarata congênita

olho branco por causa da catarataComo já dissemos, a catarata não é uma exclusividade dos mais idosos. Ela pode atingir pessoas de todas as idades, até mesmo recém nascidos: essa é a catarata congênita, que pode surgir no nascimento ou se formar durante o primeiro ano de vida do bebê. Geralmente ocorre quando a mãe é portadora de uma infecção — como sífilis, rubéola, toxoplasmose dentre outras — ou faz uso de substâncias como álcool e drogas ilícitas durante a gestação.

Essa catarata é mais incomum nos dias de hoje, devido ao maior acesso das mulheres gestantes ao pré-natal, mas pode ocorrer. Ela pode ser assintomática ou atrapalhar a visão do bebê, o que, como ele ainda não pode se expressar, torna o diagnóstico mais difícil. Por essa razão, é de extrema importância o exame oftalmológico do recém-nascido realizado por um médico oftalmologista.

LEIA TAMBÉM:  Confira 6 medidas preventivas contra a catarata

Cataratas secundária, traumática e de radiação

O desenvolvimento da primeira é associado a algumas doenças como diabetes e glaucoma. Esteroides também podem precipitar seu surgimento. A catarata traumática, como o nome diz, é causada por um trauma, e a catarata de radiação é decorrente de exposições como a de radioterapia.

Para esse grupo de pacientes, os sintomas da catarata é parecido, pois é decorrente da lente turva. Ela inclui:

  • Visão nublada, nebulosa, confusa ou com excesso de brilho como lâmpadas ou sol;
  • dificuldades para dirigir no período da noite pelo brilho dos faróis dos outros carros;
  • mudanças frequentes na prescrição de óculos;
  • visão dupla;
  • dificuldade na execução de tarefas diárias por problemas de visão;
  • e oscilação da visão de perto, apresentando melhorias, mas depois piorando novamente.

É importante lembrar que nem todos os pacientes sentem algo, portanto, o exame anual com um oftalmologista de confiança é primordial para todas as pessoas, em todas as idades.

Esses são os principais indícios e sintomas da catarata, que devem levar as pessoas a se preocuparem com a doença. Se você observar alguém que apresente algo presente nessa sintomatologia, não hesite em avisá-lo sobre a necessidade de procurar um oftalmologista! Se isso for feito nas fases iniciais, a taxa de sucesso no tratamento pode ser excelente e a visão é preservada por muitos anos.

Aproveite para esclarecer suas dúvidas a respeito dos sintomas da catarata nos comentários e compartilhar este post com outras pessoas que possam ter interesse no assunto!

Você tem mais dúvidas sobre a cirurgia de catarata? Comente e confira também nossos outros posts sobre o assunto:

E não deixe de visitar o seu oftalmologista de confiança regularmente.

Posts Relacionados

Ricardo Filippo
Oftalmologista
Graduado em Medicina pela Universidade Federal do Rio de Janeiro – UFRJ. Durante sua vida acadêmica, participou de dezenas de congressos e simpósios, no Brasil e no exterior, e ministrou diversas aulas sobre Oftalmologia. Para mais informações sobre sua experiência na área,
clique aqui.