Portrait of a small boyVocê com certeza já ouviu recomendações de familiares e amigos para não assistir à televisão muito próximo ao aparelho, não ler com pouca luz e nem ficar muitas horas na frente do computador para não forçar a vista. Mas será que essas atitudes realmente prejudicam a visão ou são somente mitos reforçados pela preocupação de nossos pais?

Vamos falar um pouco sobre esse tema no texto de hoje e tentar resolver esses mistérios em relação à qualidade da saúde dos olhos. Acompanhe-nos!

De onde vêm essas ideias?

Antes de discutir se a televisão, a falta de luz ou o computador podem fazer mal para a visão, é preciso entender de onde surgiram essas teorias.

O que acontece quando estamos muito próximos da TV é que os olhos precisam reajustar algumas estruturas para poder deixar o foco e a definição da nossa visão adequada para aquela proximidade. Esse reajuste pode causar alguns desconfortos na região ocular, resultando em alguns quadros de dores de cabeças ou lacrimejo intenso.

O mesmo acontece com a leitura em ambientes escuros: os olhos precisam se reajustar à situação de baixa iluminação para definir foco e qualidade da visão e, por isso, podem sofrer alguns desconfortos.

Para o computador, a situação irritante pode ser o excesso de luz vindo da tela, que também exige que o olho se adéque à iluminação atual para ajustar foco e definição de imagem.

Agora que entendemos o surgimento da ideia de que problemas de visão se desenvolvem nessas situações específicas, vamos discutir se essas hipóteses podem ser consideradas verdadeiras ou não.

Mas afinal, ver TV de perto pode forçar a vista?

assistir televisão de perto pode ser sinal de ametropia

No caso específico da televisão, vários fabricantes de televisores e profissionais de oftalmologia afirmam que não existe risco aumentado de lesões oculares com a proximidade da tela e dos olhos.

Esses reajustes feitos pelo próprio olho e que causam os desconfortos e dores de cabeça são naturais e incapazes de prejudicar a qualidade da visão. Nenhum estudo científico realizado nesse campo conseguiu encontrar maiores incidências de problemas de visão em indivíduos que assistem TV de perto. A única situação relatada nesses casos é o aumento do cansaço na visão e desconforto, que não resultam em problemas clínicos a longo prazo.

Vale ressaltar ainda que, nas televisões atuais, o problema é ainda menor, já que o LED é menos cansativo para a nossa visão e não apresenta risco algum.

LEIA TAMBÉM:  Olhos dos bebês lacrimejando e remelando: o que pode ser?

E ler no escuro, isso pode ser ruim para a saúde dos olhos?

A mesma situação se repete para a leitura “no escuro”. O esforço realizado para que os olhos se adaptem à iluminação escassa pode sim causar um cansaço na vista do indivíduo, mas não tem nenhuma relação com o desenvolvimento de doenças oculares. O desconforto, inclusive, costuma passar rapidamente quando a iluminação adequada é reestabelecida.

Alguns profissionais reforçam essa teoria dizendo que o ser humano sempre se adaptou a ambientes mal iluminados para realizar suas leituras, contando com a ajuda de lampiões ou velas na ausência de luz elétrica, e não foi observado nenhum tipo de aumento de problemas de visão em indivíduos que ainda vivem nessas situações.

Mesmo com pouca luz, o olho permite que a pupila se dilate para aumentar a entrada de raios para enxergarmos e focarmos melhor, e como a pupila funciona como um músculo, é bastante provável que essa dilatação cause um pouco de desconforto enquanto ela for necessária.

A solução para evitar o desconforto é simplesmente aumentar o foco de luz na região em que está sendo realizada a leitura, com uma iluminação direta no livro ou revista.

Os computadores e tablets também podem ser lesivos à visão?

criança deve ser avaliada se há sinais de baixa visual

Como hoje vivemos em contato constante com computadores e  outras tecnologias – como os tablets, smatphones e até e-readers –, cresce a preocupação acerca do efeito desses aparelhos luminosos na saúde dos olhos. Porém, os oftamologistas afirmam que não é preciso ter medo: todos esses aparelhos já são desenvolvidos com tecnologias não-lesivas e, além disso, com a luz direta, o olho não precisa fazer nenhum tipo de esforço.

Ou seja, devemos nos preocupar mesmo é com situações que realmente podem prejudicar a saúde dos nossos olhos como, por exemplo, utilizar óculos de procedência duvidosa, esfregar os olhos constantemente, usar medicamentos sem a indicação de um especialista e a má utilização de lentes de contato. Essas e outras situações podem sim aumentar o risco de lesão na região ocular, prejudicando diretamente a qualidade da visão.

Você conhece outros mitos sobre as causas de problemas oftamológicos? Conte para a gente nos comentários e compartilhe esse texto com seus familiares para que todos saibam que sua saúde ocular está a salvo quando o assunto são a TV, os livros e os computadores!

E não se esqueça de visistar o seu oftalmologista de confiança regularmente !