Você sabe o que é a tomografia de coerência óptica (OCT)? Se você se preocupa em manter a sua saúde ocular, já deve ter se deparado com esse nome. Igualmente se costuma fazer exames preventivos regularmente ou se acompanha um parente próximo que sofre de um problema nos olhos.

A tomografia de coerência óptica (OCT) pode ajudar na identificação de problemas oculares precocemente. Ela permite que o tratamento seja feito de forma rápida e evita muitas complicações futuras.

É um exame moderno, atual, pouco invasivo, que gera imagens e diagnósticos altamente precisos. Veja, a seguir, mais informações sobre esse exame e como ele é feito.

O que é?

A OCT é um exame de imagem que observa o nervo óptico e a retina, podendo detectar várias doenças nesses locais. Ela produz imagens das estruturas dos olhos em três dimensões e com alta qualidade.

É indicada pelo oftalmologista como exame complementar caso exista alguma dúvida de diagnóstico. Também se usa para alguns pré-operatórios e também acompanhamento pós-operatório.

Como é feita a OCT?

Essa tomografia é um procedimento rápido, confortável e totalmente indolor. O aparelho não chega a encostar nos olhos do paciente.

A pupila é dilatada com um colírio específico cerca de 30 minutos antes do exame. O paciente deve sentar-se em frente ao aparelho com o rosto apontado para ele e permanecer imóvel. O olhar é fixado na mira luminosa, pois qualquer movimento pode atrapalhar o resultado.

O aparelho capta as imagens e faz o escaneamento de toda a área em alta velocidade.

O exame dura cerca de 15-20 minutos, e o resultado fica pronto imediatamente.

O que a OCT diagnostica?

O exame é indicado para diagnóstico precoce e monitora as seguintes doenças:

Retinopatia diabética

As alterações que ocorrem nos vasos sanguíneos da retina de pacientes diabéticos podem causar cegueira.

Degeneração macular

É uma doença que provoca a perda de visão na mácula (área central da retina que é responsável pelos detalhes). Ocorre sempre em pessoas idosas.

Buraco macular

É um tipo de buraco que diminui a visão do paciente ao longo do tempo. Atinge a mácula e chega a causar cegueira.

Distrofia retiniana

Os pacientes afetados pela distrofia retiniana sofrem de redução da visão periférica. Também ocorre cegueira pela diminuição das condições de luminosidade (cegueira noturna).

Glaucoma

glaucoma é uma grave doença que acontece devido ao aumento da pressão intraocular. Os nervos ópticos, que são os responsáveis por levar as imagens da retina até o cérebro, são destruídos. Isso resulta em perda da visão.

É importante saber que a tomografia de coerência óptica é o exame mais completo em relação ao glaucoma. Além de fornecer um diagnóstico rápido, ajuda na decisão entre tratamento ou cirurgia.Tudo vai depender do caso do paciente.

Não se indica a OCT para os casos de catarata densa ou avançada. Isso porque essa doença avançada impede a captação das imagens devido à opacidade que provoca na retina.

Esperamos ter explicado bem esse exame tão completo e moderno. Se entendeu as doenças que ele pode ajudar a diagnosticar, deixe o seu comentário no post. Queremos saber a sua opinião!

E não deixe de visitar o seu oftalmologista de confiança regularmente!

Posts Relacionados

Mario Filippo
Graduado em Medicina pela Universidade Federal do Rio de Janeiro – UFRJ. Durante sua vida acadêmica, participou de dezenas de congressos e simpósios, no Brasil e no exterior, e ministrou diversas aulas sobre Oftalmologia. Para mais informações sobre sua experiência na área,
clique aqui.