Saiba as principais doenças oftalmológicas na terceira idadeCom o avançar da idade, é comum que alguns problemas de saúde cheguem junto com a experiência adquirida no tempo vivido. Isso acontece porque o corpo vai passando por modificações que alteram a qualidade de seu funcionamento. E, com a visão, acontece o mesmo.

Nossos olhos sofrem inúmeras alterações morfológicas na coroide, retina e humor vítreo, o que com o tempo pode causar diversos graus de perda da acuidade visual. Além disso, com o passar dos anos os músculos responsáveis pelos movimentos oculares podem sofrer atrofia, levando os idosos a apresentarem problemas na movimentação do globo ocular.

A partir dos 40 anos de idade, a maioria das pessoas sentem alguma dificuldade para enxergar, principalmente em focalizar objetos próximos. A Presbiopia (ou vista cansada), por exemplo, é comum e facilmente corrigida com o uso de lentes de óculos, lentes de contato ou através de cirurgia oftalmológica.

Para saber como se prevenir e quais são as doenças oculares mais prevalentes nos idosos, continue lendo este post.

Como prevenir as doenças visuais?

A melhor forma de prevenir doenças oculares é prezar por uma boa alimentação. A vitamina A, ou retinol, é uma vitamina extremamente necessária para enxergarmos bem à noite e evitar a sensibilidade à luz, além de proteger a córnea contra a agressão dos radicais livres. Por isso, alimentos como batata doce, cenoura, manga, abóbora e couve são ricos em retinol e devem ser incorporados a dieta.

importancia das vitaminas na terceira idade

Já as vitaminas C e E são importantes na prevenção da degeneração macular, além de ajudarem a atrasar os sintomas da catarata. A Vitamina C pode ser encontrada em laranjas, kiwis e morangos, e a Vitamina E em frutos secos, como amendoins e pinhões. Outra substância presente na maioria desses alimentos é a luteína, que possui propriedades que protegem os olhos do sol e do estresse oxidativo.

Além disso, também é importante estar atento à qualidade de vida. Hábitos como o tabagismo, a obesidade, a diabetes e a exposição solar intensa são fatores de risco para o desenvolvimento de doenças oculares e devem ser evitadas.

Quais são as doenças oculares mais comuns na terceira idade?

Catarata

catarata nos olhos na terceira idadeNa catarata, a vista começa a ficar borrada, além de aparecer certa dificuldade para ver cores, dirigir a noite e enxergar com muito sol. Essa doença acontece devido a um processo natural de opacificação do cristalino, uma lente natural do globo ocular. Dessa maneira, não há entrada de luz de forma eficiente e o paciente não enxerga corretamente. Ela também pode surgir em decorrência da diabetes não tratada. A única forma de corrigir a Catarata é através da cirurgia de catarata.

LEIA TAMBÉM:  Hipermetropia: causas, sintomas e tratamentos

Glaucoma

glaucomaO glaucoma é uma doença causada pelo aumento da pressão intraocular. Nessa doença, ocorre lesão do nervo óptico e o paciente pode começar a perder a sua visão periférica e mais para frente pode vir a perder toda a sua visão, caso não seja feito o tratamento do glaucoma corretamente. O objetivo do tratamento é reduzir a pressão intraocular, por meio de colírios, medicamentos orais ou até da cirurgia chamada de Trabeculectomia (TREC). No grupo de risco encontram-se pessoas com idade acima dos 40 anos, hipertensos, diabéticos, negros e aquelas pessoas que possuem alguém na família com glaucoma (mãe, pai, avô, avó, tio, tia, etc).

Degeneração Macular

retina doençaA mácula é uma área do globo ocular responsável pela visão central e de detalhes. Na degeneração macular, o paciente apresenta uma mancha escura bem no centro da visão, o que a torna embaçada e dificultosa. Os principais fatores de risco para a degeneração macular são o tabagismo, indivíduos caucasianos e brancos e a idade acima de 50 anos.

Para aqueles pacientes que apresentam a doença é recomendado a abstinência do cigarro, a proteção com óculos escuros (proteção UVA e UVB) e uma alimentação balanceada.

Existem dois tipos de degeneração macular, a mais leve, com o nome de seca e a forma mais grave, chamada de úmida.

Presbiopia

vista cansada olhosEssa doença é caracterizada por uma perda progressiva e natural da capacidade que o olho humano possui de focalizar objetos, tanto de perto quanto de longe. Isso acontece porque o cristalino, a lente interna e natural do olho, perde a flexibilidade necessária para ajustar o foco com o passar dos anos. Os principais sintomas são dores de cabeça, necessidade de mais luz para enxergar de perto, dificuldade de focar e vista embaçada para perto. A presbiopia pode ser corrigida com o uso de lentes de óculos, lentes de contato e também através de cirurgias.

Esclareceu suas dúvidas sobre a mudança de visão na terceira idade? Aproveite para compartilhar esse post com pessoas que possam ter os mesmos questionamentos que você!

E não deixe de visitar o seu oftalmologista de confiança regularmente!

Ricardo Filippo
Oftalmologista
Graduado em Medicina pela Universidade Federal do Rio de Janeiro – UFRJ. Durante sua vida acadêmica, participou de dezenas de congressos e simpósios, no Brasil e no exterior, e ministrou diversas aulas sobre Oftalmologia. Para mais informações sobre sua experiência na área,
clique aqui.