Enxergar bem é algo desejável para qualquer pessoa, pois a visão é um sentido essencial para a nossa relação com o meio externo e o mundo em que vivemos. Os problemas oftalmológicos são muito comuns nos dias de hoje e causam bastante desconforto na vida dos portadores. No entanto, essa realidade vem mudando, pois os métodos de correção evoluíram consideravelmente.

Atualmente, é possível ter uma vida totalmente normal utilizando óculos de grau ou, em especial, as lentes de contato. Cada vez mais eficientes e imperceptíveis, elas permitem que você faça suas atividades corriqueiras e até pratique esportes sem nenhum tipo de problema ou restrição, conferindo uma qualidade visual excelente.

Porém, as lentes de contato também exigem certos cuidados para que durem o tempo indicado pelo fabricante sem colocar a saúde do usuário em risco. Que tal conhecer esses cuidados no texto de hoje? Vamos lá!

Use as soluções de limpeza apropriadas

Não lave suas lentes de contato com nenhum tipo de solução que não tenha sido feita e indicada exatamente para o tipo de alternativa que você está utilizando.

Cada tipo, rígida ou gelatinosa, exige um produto de limpeza específico, que vai eliminar micro-organismos, proteínas e enzimas que possam causar doenças ou irritação. Jamais use água da torneira, pois ela contém protozoários que podem até levar à cegueira.

Depois é só limpar com a solução adequada (peça a opinião de seu oftalmologista) e pronto.

Mantenha o estojinho limpo

Não adianta limpar as lentes com os produtos e as soluções adequados se o estojinho onde você as guarda estiver sujo. Enquanto ainda estiver com as lentes, limpe as mãos e use água, sabão e uma escova de dente nova para higienizar esse item sempre que possível.

Depois de fazer a limpeza, não se esqueça de secá-lo bem. Para isso, use uma toalhinha ou flanela limpas ou deixe secar naturalmente. O ideal é trocar de estojo a cada três meses.

Respeite o prazo de validade

Mesmo que você faça todos os procedimentos da maneira correta, a lente não vai durar para sempre. Cada uma tem um prazo de validade específico. Existem alternativas diárias, quinzenais, mensais, anuais ou até que duram dois anos seguidos. No entanto, é imprescindível respeitar a data que o fabricante indica para o descarte.

Mesmo com todos os produtos de limpeza, a lente acaba acumulando proteínas, perdendo sua capacidade de hidratação e fica cada vez mais incômoda para o usuário. Quando isso acontecer, lembre-se de que a saúde dos seus olhos é muito importante. Compre outro par e livre-se do antigo no tempo certo ou até antes, caso comece a irritar sua vista precocemente. Não se esqueça de que, se a irritação se tornar corriqueira, o ideal é consultar seu oftalmologista para verificar se não há nada de errado.

Não durma de lentes de contato

As lentes se tornaram tão eficazes e bem toleradas que muitas pessoas se acostumaram a dormir com elas. No entanto, por mais que seja possível fazer isso por um tempo sem grandes complicações, o ideal é que o usuário as retire dos olhos antes de ir para a cama.

Quando nossas pálpebras estão fechadas, a córnea fica menos oxigenada e, por mais moderno que seja o fabricante, isso pode ocasionar problemas, especialmente em longo prazo. Se você pegar no sono com elas, acalme-se: elas ficarão ressecadas, mas bastam algumas gotas de colírio lubrificante e em alguns minutos elas poderão ser retiradas facilmente.

Não partilhe lentes de contato

As lentes de contato são adequadas e receitadas para adequarem a visão e as necessidades do paciente. Assim, partilhar as lentes espalha bactérias e protozoários. Isso pode ser a escolha mais grave que algumas pessoas podem fazer.

A transmissão de bactérias pode causar problemas muito sérios, como infecções e alergias. Além disso, pode possibilitar um dano corneano devido ao uso de lentes com curvaturas inadequadas.

Não fique muito tempo sem tirar as lentes

Usar lentes de contato por muito tempo faz mal e pode trazer consequências graves, como vista embaçada, dor, úlcera de córnea e infecções. O tempo que a lente pode permanecer no olho depende das características do paciente e do material da lente.

A córnea depende de nutrientes e oxigênio fornecidos pela lágrima e pela pálpebra. Logo, ficar muito tempo com a lente diminui a oxigenação da córnea e a lente de contato atua como uma barreira à passagem de oxigênio. Por isso, é essencial ficar um tempo do dia sem as lentes.

Consulte sempre um oftalmologista

É necessário consultar um oftalmologista, pois a lente de contato deve ser adequada e personalizada às necessidades de cada paciente. Cada pessoa necessita de um tipo de lente específica e não tomar cuidado em relação a isso pode prejudicar a saúde dos olhos.

O médico é responsável por informar tudo sobre as lentes. Assim, é preciso fazer o teste para saber se a lente é apropriada para você. Por isso, é indispensável consultar um médico e fazer acompanhamentos periódicos.

Coloque e tire as lentes de contato com cuidado

Os olhos são bastante sensíveis e colocar e tirar as lentes pode parecer difícil no começo. Por isso, é essencial aprender o jeito correto de manusear as lentes de contato, evitando machucar os olhos.

O primeiro passo é higienizar bem as mãos, primeiro lavando-as com água e sabão e, depois, utilizando álcool. Em seguida, é preciso encaixar a lente na ponta do dedo e colocar na direção da luz para verificar se está na posição correta.

Após a verificação, é preciso segurar a pálpebra superior para que você não pisque. Depois, puxe para baixo a pálpebra inferior com os dedos da mão em que está a lente e direcione o dedo para os olhos e encaixe a lente no lugar.

Para retirar as lentes, o processo é bem parecido. A diferença é olhar para cima e puxar a pálpebra inferior com o dedo do meio e depois, encostar o dedo indicador na borda da lente e deslizá-la para baixo.

Não umedeça as lentes com saliva

Muita gente usa a saliva para umedecer as lentes. Isso acontece porque a pessoa pode sentir-se incomodada com elas e, na falta de produto de higiene adequado, umedece-as com saliva. Apesar de parecer uma emergência, é uma opção anti-higiênica e inapropriada.

A saliva contém vários micro-organismos que se proliferam rapidamente e podem causar infecções. O ideal é recorrer às lágrimas artificiais ou ao soro fisiológico. Em último caso, é melhor jogar fora a lente a recorrer a esse tipo de solução.

Esses são os principais cuidados que você precisa tomar com suas lentes. Elas são um produto incrível e cada vez mais moderno, mas o usuário precisa fazer sua parte para não colocar a saúde dos seus olhos em risco.

Gostou do post? Então siga-nos nas redes sociais e acompanhe os cuidados que você precisa ter com as lentes de contato. Estamos no FacebookTwitter e LinkedIn!

E não se esqueça de visitar o seu oftalmologista de confiança regularmente!

Posts Relacionados

Amanda Straub
Especialista em Ceratocone e Lentes de Contato
Graduada em Medicina pela Faculdade Souza Marques.
Durante sua vida acadêmica, participou de dezenas de congressos e simpósios, no Brasil e no exterior, e ministrou diversas aulas sobre Oftalmologia. Para mais informações sobre minha experiência na área,
clique aqui.