X

Como é o pós-operatório da cirurgia de catarata?

A catarata é um processo de degradação do cristalino do olho humano, comum em pessoas de idade avançada, mas também diagnosticada em alguns quadros de catarata precoce, em indivíduos jovens. O tratamento da doença (a cirurgia de catarata) é feito através de uma cirurgia simples, realizada com anestesia local, colírio anestésico e sedação, não trazendo grandes riscos à saúde do paciente.

A cirurgia é um procedimento rápido e indolor e ainda conta com um pós-operatório tranquilo. No texto de hoje, vamos falar um pouco sobre os cuidados necessários no pós-operatório da cirurgia de catarata. Vamos lá?

Mas antes, veja um pouquinho em nosso vídeo exclusivo sobre a moderna cirurgia de catarata por facoemulsificação!

Como é feita a cirurgia de catarata?

A cirurgia é considerada simples e consiste na aplicação de uma sonda de ultrassom e um método chamado de facoemulsificação. Primeiro, uma pequena incisão no globo ocular é realizada e uma cânula é introduzida — trata-se de um pequeno tubo que permite que o equipamento chegue ao cristalino. A sonda de ultrassom faz pequenas rupturas que rompem a catarata.

Em seguida, uma lente intraocular, exclusiva e personalizada para o paciente, é colocada por meio do pequeno orifício. Essas lentes contêm graus multi ou monofocais, fazendo o papel do cristalino e também o substituindo. Assim, é fundamental saber qual tipo de lente intraocular será utilizada, já que a mesma será colocada definitivamente para o resto da vida da pessoa.

A anestesia é feita apenas com colírios e uma leve sedação, exceto se o paciente apresentar alguma contraindicação de saúde que demande outro tipo de anestesia.

Após a cirurgia, será feito um curativo com gaze, óculos escuros ou tampão de acrílico, dependendo do método utilizado. O tempo de duração da operação varia de acordo com o paciente, a técnica usada e a extensão do problema. Geralmente, a cirurgia não apresenta grandes complicações e dura, aproximadamente, 20 minutos. O paciente recebe alta logo após o procedimento.

Quais são as possíveis complicações no pós-operatório da cirurgia?

A recuperação da visão, após o procedimento, é muito rápida. No primeiro dia, ela ainda é turva, o que impede a visualização de detalhes, mas melhora, consideravelmente, no dia seguinte. No entanto, algumas complicações podem acontecer e é preciso ficar atento aos sintomas.

Confira, a seguir, as principais complicações que podem ocorrer após a cirurgia de catarata.

Endoftalmite

A endoftalmite é uma infecção que ocorre quando micro-organismos entram no olho em consequência da cirurgia. Essa complicação é bastante rara, entretanto, precisa ser tratada, o mais depressa possível, para que o uso de antibióticos e colírios controle o quadro de infecção. Os principais sintomas são:

  • dor;
  • visão ruim;
  • vermelhidão;
  • pálpebras inchadas.

Descolamento da retina

descolamento de retina é uma condição grave e bastante rara. Uma avaliação cuidadosa é capaz de reduzir as possibilidades de surgimento e permitir um tratamento de lesões na retina, antes da cirurgia. Os principais sintomas são:

  • redução da visão;
  • flash de luz;
  • aumento de moscas volantes.

Edema de córnea

Os pacientes que já apresentavam alguma doença corneana, antes da realização do procedimento, podem ter a córnea inflamada exageradamente, levando ao seu inchaço. O principal sintoma é a visão turva e o problema se resolve em alguns dias, mas o ideal é avisar ao médico sobre o sintoma.

Edema macular cistóide

A causa desse problema é um processo inflamatório exagerado que ocorre após a cirurgia, o que provoca um inchaço no fundo de olho, mais especificamente numa região chamada de mácula (responsável pela visão central). O principal sintoma é a visão embaçada e o tratamento é feito com o uso de corticoides e anti-inflamatórios.

Quais os cuidados mais importantes no pós-operatório?

Alguns cuidados no pós-operatório são essenciais para evitar complicações e garantir que a visão fique perfeita. Confira, a seguir, os principais cuidados necessários após a cirurgia.

Use os colírios corretamente

O oftalmologista responsável pela cirurgia de catarata costuma indicar a aplicação de alguns colírios no primeiro mês após o procedimento, para reduzir a resposta inflamatória no local e evitar o crescimento de colônias bacterianas. Os períodos de aplicação devem ser respeitados de maneira estrita para evitar complicações pós-cirúrgicas.

Não use maquiagem

Pessoas que usam maquiagem diariamente terão que interromper esse hábito por aproximadamente 10 dias após a cirurgia de catarata. Essa recomendação deve ser respeitada para evitar contaminações e infecções na região do olho, que ainda está se recuperando da cirurgia.

Use o tampão corretamente

Como as cirurgias de cataratas são procedimentos simples e pouco invasivos, o paciente já termina a cirurgia com a capacidade de enxergar com o olho operado. O tampão é utilizado no primeiro dia somente como uma alternativa para proteger a região que ainda está susceptível a inflamações locais.

Repouse bem e tenha atenção com a cabeça

O pós-operatório da cirurgia de catarata também exige um período de absoluto repouso, como qualquer outro procedimento cirúrgico, já que o organismo precisa concentrar suas energias na recuperação do olho operado.

São recomendados alguns dias sem a prática de nenhum tipo de exercício físico. Além disso, é preciso evitar carregar peso, baixar a cabeça e fazer esforço físico, para auxiliar a cicatrização.

Na hora de dormir, o melhor é priorizar a posição de decúbito dorsal, ou seja, de barriga para cima, mas, se o paciente tem o hábito de dormir de lado, ele deve fazer isso do lado oposto ao olho operado. Esse posicionamento auxilia no processo de cicatrização e também evita traumas e esbarrões na região operada.

Evite locais com poeira e ciscos

Como o pós-operatório da cirurgia não exige o uso do tampão para proteção, os locais que têm muita poeira e ciscos devem ser evitados, durante pelo menos uma semana, para que o paciente não corra riscos de lesionar o olho operado.

Tenha atenção na hora do banho

Contrariando o que muitas pessoas pensam, quem passou por uma cirurgia de catarata pode tomar banho normalmente. Só é preciso ter um pouco de cuidado para não deixar cair espuma ou água dentro do olho operado.

Evite coçar o olho operado

O período pós-operatório pode causar uma leve sensação de coceira na região do olho que foi tratado. Mas é importante evitar passar a mão ou coçar esse olho para não prejudicar a cicatrização.

Não tire os pontos

As cirurgias modernas de catarata são feitas sem nenhum tipo de fios ou pontos, por isso, não há necessidade de retornar ao oftalmologista para removê-los.

Em alguns casos, quando é preciso usar um fio para fixar a nova lente, é possível optar por um material que não necessita de remoção. Assim, dependendo de cada situação, o seu oftalmologista de confiança poderá orientar você da melhor forma possível.

Quais são os mitos sobre o pós-operatório da cirurgia de catarata?

O pós-cirúrgico de catarata é tão tranquilo que é possível comer normalmente (sem nenhum tipo de restrição alimentar), além de ler e trabalhar em frente ao computador. Basta respeitar o período de descanso e a aplicação dos colírios para que a recuperação seja realizada com sucesso.

A cirurgia de catarata é um procedimento simples, mas que demanda alguns cuidados no pós-operatório. Por isso, repouse bastante, evite coçar os olhos e tome cuidado com a cabeça. Além disso, se algum problema surgir, você deverá visitar o oftalmologista para uma consulta.

Gostou deste conteúdo? Você tem alguma dúvida? Já passou pela cirurgia de catarata? Deixe um comentário em nosso post e conte pra gente!

Você tem mais dúvidas sobre a cirurgia de catarata? Comente e confira também nossos outros posts sobre o assunto:

E não esqueça de visitar o seu oftalmologista de confiança regularmente!

 

Especialista em cirurgia de catarata e ceratocone
Graduado em Medicina pela Universidade Federal do Rio de Janeiro – UFRJ. Durante sua vida acadêmica, participou de dezenas de congressos e simpósios, no Brasil e no exterior, e ministrou diversas aulas sobre Oftalmologia. Para mais informações sobre sua experiência na área,
clique aqui.
Categories: Cirurgia de CatarataDestaques
Guilherme Quinellato :Graduado em Medicina pela Universidade Federal do Rio de Janeiro – UFRJ. Durante sua vida acadêmica, participou de dezenas de congressos e simpósios, no Brasil e no exterior, e ministrou diversas aulas sobre Oftalmologia. Para mais informações sobre sua experiência na área, clique aqui.