Emergência Oftalmológica, guia completo do que fazer para evitar maiores problemas

Entenda por que é importante dar atenção a qualquer alteração nos seus olhos, por mais simples que elas possam parecer

O olho é um dos órgãos mais complexos e sensíveis do nosso organismo.  Qualquer trauma, por menor que seja, pode causar grandes problemas se não for solucionado em tempo hábil. Você sabe que atitudes deve tomar em caso de emergência oftalmológica? Qualquer atitude errada pode piorar ainda mais o quadro ao invés de ajudar. Por isso, é importante que você considere as informações a seguir.

O que pode ser considerado emergência oftalmológica?

O traumatismo ocular é um dos responsáveis por causar a perda da acuidade visual em crianças, jovens e adultos.  Na maioria dos casos, a emergência oftalmológica ocorre dentro de casa ou no ambiente de trabalho, durante a execução de atividade rotineiras.

Existem inúmeros cenários e situações que culminam em acidentes que acometem os olhos. Selecionamos os principais para que você conheça e saiba tomar as medidas de prevenção em cada contexto.

Traumas por fragmentos: Acontece quando alguém realiza um tipo de manobra brusca em objetos sem a devida proteção. Desde fiapos de tecidos até partículas de concreto, por exemplo, podem causar esse tipo de emergência oftalmológica.

Caso isso ocorra com você ou com alguém próximo, evite o impulso de querer dar um jeito para retirar o fragmento e aliviar o sofrimento.  Qualquer manobra incorreta pode piorar a situação. O correto é ir a uma unidade de pronto atendimento imediatamente.  

Produtos químicos: Perfumes, produtos de limpeza, cosméticos, inseticidas, entre outros produtos contam com substâncias que podem ser nocivas aos olhos.  Eles tendem a causar irritações, alergias ou até reações mais graves.

Se isso acontecer com você, lave os olhos com água corrente de modo contínuo por, aproximadamente, 15 minutos.  Caso use lente de contato, remova imediatamente para facilitar a lavagem. Procure um oftalmologista, mesmo que o desconforto passe.

Corpo estranho: Caso você sinta que algo entrou em seu olho, como poeira, areia ou outros tipos de corpos estranhos, não esfregue a região.  Coçar os olhos pode causar arranhões, mais irritação e agravar a emergência oftalmológica.

Naturalmente, seu olho lacrimeja e eliminará o corpo estranho. Se o incômodo não passar, procure imediatamente um oftalmologista ou vá até o pronto socorro mais próximo.

Cortes: Traumas na cabeça próximo aos olhos ou diretamente no globo ocular provocados por objetos perfurantes são considerados emergência oftalmológica absoluta.

Isso quer dizer que você deve procurar por um médico oftalmologista imediatamente, de preferência, nos primeiros minutos do evento traumático. O profissional saberá prescrever o tratamento adequado e evitar que você perca a visão.

Dor intensa: Caso você sinta dor aguda, acompanhada de náusea, visão turva e vômito, vá até um posto de emergência médica o mais rápido possível.  Esses sintomas podem estar relacionados ao glaucoma ou outros tipos de lesão no nervo ótico.

Não tome medicamentos por conta própria. Eles podem mascarar os sintomas e tornar o quadro ainda mais grave. A causa do problema será identificada mediante diagnóstico e avaliação clínica detalhados.  

Perda súbita da visão: Se parar de enxergar repentinamente, principalmente quando a perda de visão não decorrer de sintomas anteriores, considere procurar por um atendimento de emergência oftalmológica o quanto antes.

Isso pode ser indicativo de um quadro de hemorragia vítrea e macular, descolamento da retina, oclusão venosa ou arterial. Somente o médico oftalmologista saberá identificar a real causa e prosseguir com o tratamento adequado.

Vermelhidão nos olhos: A coloração vermelha ou presença de sangue nos olhos é sinal de que a saúde ocular precisa de maior atenção.  Esses sintomas podem indicar inflamações, hemorragias, dilatação venosa ou até glaucoma.

Nesse caso, busque ajuda médica com rapidez para que o problema seja diagnosticado e tratado o quanto antes.  Essa medida evitará maiores agravos.

Visão embaçada:  A sensação repentina de visão turva, embaçada e de sensibilidade à luz indica uma situação de emergência oftalmológica. Lembre-se de que lesões graves podem apresentar sintomas que, ao primeiro momento, parecem desimportantes.

O problema é que uma simples visão turva pode deixar sequelas permanentes. Por isso, o trauma deve ser investigado por um médico oftalmologista.  Não ignore sintomas, por mais simples que eles sejam.

mulher retirando óculos e levando a mão aos olhos

Leia também: Dor nos olhos: o que pode ser? Conheça as principais causas!

Como evitar quadros de emergência oftalmológica?

Acidentes podem acontecer a todo momento e implicar em emergência oftalmológica. No entanto, muitas situações podem ser evitadas. Em relação aos traumas causados por corpos estranhos, fragmentos de objetos e cortes, a prudência é a principal aliada da prevenção.

Não faça nada com pressa e sem a devida proteção. Caso tenha que manipular serras, esmerilhadeiras, entre outros objetos, use óculos de proteção apropriado. Na hora de manusear produtos químicos, cuidado com respingos.

Por fim, consulte-se com seu oftalmologista com frequência e faça os exames preventivos de acordo com as orientações do profissional. Não espere o problema se agravar para procurar atendimento médico.

Algumas doenças oculares, se descobertas no início, podem ser tratadas, sem que haja prejuízo na perda da visão. Qualquer alteração nos olhos é sempre motivo para emergência oftalmológica.

Ricardo Filippo
Especialista em Cirurgia Refrativa a Laser e Ceratocone
Graduado em Medicina pela Universidade Federal do Rio de Janeiro – UFRJ. Durante sua vida acadêmica, participou de dezenas de congressos e simpósios, no Brasil e no exterior, e ministrou diversas aulas sobre Oftalmologia. Para mais informações sobre sua experiência na área,
clique aqui.