X

Miopia: causas, sintomas e tratamentos

A miopia é possivelmente o problema visual mais comum que há. Felizmente, nos dias de hoje, a doença já é bem-conhecida na medicina, e os tratamentos são eficazes e difundidos. No entanto, apesar do amplo conhecimento por parte dos oftalmologistas, o fato é que poucos pacientes realmente conhecem esse mal a fundo.

Neste artigo, vamos procurar explicar para você de forma simples e clara o que é a miopia. Você poderá compreender melhor quais são suas causas, seus principais sintomas e quais são as possibilidades de tratamentos. Acompanhe-nos:

 

 

O que é a miopia?

A miopia é uma condição que prejudica a acuidade visual das pessoas. Ela impede que os objetos mais distantes sejam vistos com clareza, embora os mais próximos ainda tenham boa nitidez. O grau da doença é que vai determinar a que distância começa a falta de nitidez, no entanto nos casos mais graves os portadores apenas enxergarão bem os itens que estiverem a poucos centímetros de seus olhos.

Ela pode se desenvolver de forma gradual ou rapidamente, e sua maior piora, em geral, coincide com a fase de crescimento. A miopia possui um forte fator genético, e estima-se que até 40% da população do ocidente seja afetada pela doença.

Assista agora mesmo nosso vídeo esquemático sobre a miopia e fique por dentro:

 

Causas

A miopia se origina afetando uma de duas estruturas nobres do olho humano: a córnea ou o cristalino. Em um globo ocular com perfeita saúde, esses elementos possuem uma curva lisa, como uma esfera, que permite a passagem de luz e a formação da imagem adequadamente. Quando elas não formam uma curva perfeita, os raios acabam não sendo refratados da maneira que deveriam e a imagem perde o foco.

O principal fator de risco é a hereditariedade, mas acredita-se que um estresse visual excessivo — por estar apenas em ambientes que exijam o uso da visão de perto, por exemplo, — possa estar associado ao surgimento da miopia.

 

 

Sintomas

Os sintomas, em geral, se apresentam com a visão embaçada quando se tenta focar em objetos distantes, dores de cabeça, dificuldades na leitura de quadros, placas e escritas que não estejam perto e problemas ao dirigir, especialmente à noite.

 

Tratamento

O tratamento visa ajudar a focar os raios luminosos no ponto certo da retina. Uma das formas de fazer isso é através do uso de métodos corretivos, como óculos e lentes de contato. No entanto, essas medidas são apenas soluções temporárias.

 

Para quem se incomoda com o uso de óculos e lentes, há uma solução definitiva: a cirurgia refrativa a laser. Esse tratamento visa remodelar o formato córnea, e embora toda cirurgia apresente seus riscos, o fato é que esse método é extremamente praticado e, portanto, atestadamente seguro, obtendo resultados incríveis para quem o utiliza.

Agora que já sabe um pouco mais sobre a miopia, suas causas, sintomas e tratamentos, não deixe de consultar seu oftalmologista caso sinta algum dos sintomas relatados acima. Se desejar, deixe um comentário compartilhando suas dúvidas e confira também nosso artigo a respeito da cirurgia refrativa a laser !

__
Ficou interessado e quer saber mais sobre o assunto? Você pode assistir à nossa pré-consulta gratuita sobre a doença! Uma série de vídeos explicativos sobre miopia, para você ficar por dentro desta condição e saber qual o melhor momento para procurar a opinião do seu oftalmologista.

 

 

E, se você está próximo à Zona Oeste do Rio de Janeiro, é míope e possui dúvidas sobre se é possível realizar ou não a cirurgia refrativa para correção, agende uma consulta com a COI para um diagnóstico completo.
Especialista em Cirurgia Refrativa a Laser e Ceratocone
Graduado em Medicina pela Universidade Federal do Rio de Janeiro – UFRJ. Durante sua vida acadêmica, participou de dezenas de congressos e simpósios, no Brasil e no exterior, e ministrou diversas aulas sobre Oftalmologia. Para mais informações sobre sua experiência na área,
clique aqui.
Categories: Geral
Ricardo Filippo :Graduado em Medicina pela Universidade Federal do Rio de Janeiro – UFRJ. Durante sua vida acadêmica, participou de dezenas de congressos e simpósios, no Brasil e no exterior, e ministrou diversas aulas sobre Oftalmologia. Para mais informações sobre sua experiência na área, clique aqui.