Olhos inchados: entenda o que esse sintoma pode significar

 

Muitas pessoas apresentam o olho inchado e ficam sem saber o que isso significa. Em alguns casos, esse sintoma pode ser algo bem simples e desaparece em poucos dias, mas também pode sinalizar um problema mais sério e que merece atenção.

Ter olho inchado significa que seu corpo está com excesso de líquido, principalmente nas pálpebras e tecido conjuntivo ao redor dos olhos. Entenda o que pode provocar isso e como um médico é fundamental para o tratamento. Vamos lá?

Terçol

Basta alguém falar que está com olho inchado para pensarmos que o sintoma tem alguma ligação com terçol, não é mesmo? Nada mais natural, já que essa é uma das inflamações mais comuns e conhecidas quando o assunto é o olho.

Causas

Para quem não sabe, o terçol acontece como resultado da infecção das glândulas de gordura, que ficam ao redor dos cílios. Isso faz com que a pálpebra inche em resposta.

Sintomas

Além disso, outros sintomas podem ser percebidos, como um pouco de dor, vermelhidão e dificuldade na hora de abrir o olho.

Tratamento

Saber qual procedimento deve ser realizado é importante para evitar que o quadro se agrave. Normalmente, o nódulo presente é drenado espontaneamente entre 5 e 7 dias.

O ideal, nesse caso, é aplicar uma compressa de água morna 4 vezes ao dia para aliviar os sintomas. Se o terçol persistir, é bom procurar um oftalmologista e identificar a verdadeira razão do problema — assim como o tratamento mais indicado.

Para começar o tratamento, faça uma higienização adequada dos olhos e da pele para depois realizar a aplicação local de calor. Ela pode ser realizada a partir de compressas ou mesmo com algodão umedecido com soro fisiológico ou água morna.

Caso a inflamação seja persistente e não melhore com a aplicação das compressas mornas, talvez, você precise da indicação de medicamentos, pomadas e colírios, a qual será realizada pelo médico oftalmologista.

Aprenda um pouco mais no vídeo a seguir:

Conjuntivite

conjuntivite representa a segunda causa mais comum quando falamos de olho inchado. Nesse caso, a infecção não fica na parte de fora do rosto, mas, sim, dentro do próprio olho. Ela é a inflamação da conjuntiva, a cobertura clara responsável por ficar na superfície da vista.

Causas

As causas podem ser diversas, tendo um perfil alérgico, viral e bacteriana. Ainda assim, todas elas podem provocar vermelhidão e inchaço nos olhos.

Sintomas

O resultado disso tudo é o olho avermelhado, inchado e, em casos mais graves, até mesmo com secreções amareladas. Nesse tempo, a pessoa também apresenta sensibilidade à luz e desconforto na função de enxergar.

Os sintomas que podem aparecer são:

  • olhos lacrimejantes;
  • vermelhidão;
  • pálpebras inchadas;
  • secreção purulenta (em caso de conjuntivite bacteriana);
  • secreção esbranquiçada (conjuntivite viral)
  • sensação de cisco ou areia nos olhos;
  • fotofobia (dor ao olhar diretamente para a luz);
  • coceira;
  • pálpebras grudadas ao acordar;
  • visão borrada.

Tratamento

De forma geral, o tratamento mais indicado envolve a descoberta do tipo de conjuntivite que o paciente tem, representando o primeiro passo ser seguido. Como falamos acima, ela pode ser causada por fatores diversos. Em seguida, começa o uso de colírios anti-inflamatórios, um componente que ajuda a reduzir os sintomas e melhora a qualidade de vida do paciente.

Veja agora um pouco sobre o tratamento de cada tipo de conjuntivite.

Viral

Não existe medicamento específico, além do tratamento dos sintomas da doença.

Bacteriana

O tratamento conta com colírios antibióticos (que precisam ser indicados e prescritos por um médico). Vale ressaltar que há colírios que não podem ser utilizados, pois há chances de agravarem o caso.

Alérgica

Como em qualquer outro caso alérgico, o paciente deve ser orientado a conviver com a doença crônica. Por ser recorrente, algumas medidas podem ser tomadas para que a intensidade e a frequência das crises sejam diminuídas, como:

  • evitar coçar os olhos;
  • não acumular pó em cortinas, cartes ou em bichos de pelúcia;
  • varrer a casa com a utilização de panos úmidos, para que a poeira não seja levantada;
  • fazer compressas geladas para aliviar os sintomas da alergia.

Em casos mais graves, pode-se pedir também que sejam usadas pomadas oftálmicas com antibióticos, trazendo resultados ainda mais efetivos para o tratamento.

Confira um vídeo interessante sobre conjuntivite:

Alergias

As alergias também estão entre as causas mais comuns de um eventual inchaço nos olhos. Para perceber quando isso acontece, basta analisar outros fatores de forma conjunta.

Sintomas

Se o inchaço vem acompanhado de nariz inchado, coriza, coceiras e espirros, então é bem provável que tenha relação com alergias.

Causas

É fundamental observar e tentar descobrir a causa, pois, assim, você reduz as chances de ter que lidar com os sintomas. Então, fique de olho e veja se ele foi originado por uma comida, remédio, pólen, poeira, pelos de animais, maquiagens ou outros fatores.

Elas se desenvolvem quando as células do olho se preparam para defender o corpo. Para isso, trabalham liberando mediadores químicos que protegem contra os alérgenos que apresentamos mais sensibilidade.

A poeira ou cisco no olho, por exemplo, são outros influenciadores. Quando eles atingem os olhos de forma direta, podem, sim, provocar inchaço e desconforto — principalmente se a região tem fumaça, por exemplo.

Tratamento

Converse com seu médico e tente entender a origem desse sintoma. Depois, verifique com ele qual é tratamento mais indicado, sendo que o mais comum são os com características anti-histamínicos. Além disso, evite coçar os olhos e aplique sempre o soro fisiológico. Além disso, as mesmas medidas que você viu para a conjuntivite alérgica são úteis. Essas são as melhores maneiras de manter os olhos limpos e devidamente hidratados.

Confira agora mesmo um vídeo sobre alergia ocular:

Herpes ocular

herpes é uma infecção comum, mas poucas pessoas comentam que ela pode atingir o olho.

Causas

Transmitida pelo vírus dos herpes simples, ela pode causar a inflamação da córnea, conhecida pelos médicos como ceratite ou, ainda, a fibrose.

Sintomas

Os sintomas são bem parecidos com os da conjuntivite, mas pode ter uma aparência um pouco pior. Isso porque ela pode provocar feridas dolorosas nas pálpebras, comprometer a visão e, até mesmo, reduzir a visibilidade.

Além disso, ela pode ser uma infecção leve ou, ainda, simbolizar a necessidade de um transplante de córnea — podendo significar, até mesmo, a perda de visão em casos mais graves.

Tratamento

O tratamento do herpes ocular normalmente é realizado a partir de remédios antivirais, como o Valaciclovir e o Aciclovir (em pomadas ou comprimidos), além de analgésicos, como o Acetaminofen e Dipirona para aliviar a dor local.

Caso o médico ache importante para complementar o tratamento, pode ser recomendada uso de compressas úmidas frias ou mornas e, também, o uso de pomadas antibacterianas para a proteção dos olhos e de colírios antibióticos para prevenir infecções secundárias causadas por bactérias.

Como a herpes também pode aparecer em outros locais do corpo, como a os órgãos genitais ou boca, é importante que o paciente esteja atento para a possibilidade de que outros sintomas apareçam. Procure reconhecer quais são os sinais que a doença apresenta nesses locais.

Aprenda um pouco mais sobre a herpes ocular com o Dr. e Professor Rubens Belfort Jr:

Pancada no olho

A pancada no olho também pode ocasionar inchaço.

Causas

Esse resultado acontece como uma forma de proteção do próprio organismo, que junta esforços na região para proteger o local e reduzir as chances de qualquer problema maior.

Esse problema é mais comum em crianças, principalmente depois da prática de um esporte físico.

Tratamento

Nesse caso, se o problema for só um inchaço, uma compressa gelada pode ser suficiente para reduzir a inflamação. Entretanto, o quadro clínico deve ser avaliado.

Caso a pancada tenha gerado alguma sequela, é importante consultar o mais breve possível o médico oftalmologista para que nenhuma complicação aconteça. Outras possibilidades de tratamento são: apenas a vigilância; pomadas antibióticas; anti-inflamatórios; hipotensores oculares.

Em raras ocasiões uma intervenção cirúrgica pode ser recomendada para a remoção de coágulos de sangue. Dependendo do grau da pancada, também pode ser indicado lavar o local com soro fisiológico, aplicar gelo e depois usar compressas quentes para diminuir o acúmulo de sangue.

Tumor ocular

Embora não esteja entre as causas mais comuns, ele merece atenção.

Causas

Podem ter origem genética ou hereditária.

Sintomas

Os sintomas mais comuns envolvem uma visão turva ou, até mesmo, a perda da visão. Em alguns casos, os pacientes também veem flutuadores ou moscas no campo visual.

Tratamento

Faça exames periódicos e esteja em contato com seu oftalmologista para garantir uma visibilidade ainda mais saudável. O tratamento dependerá do caso do paciente, considerando se o tumor é maligno ou benigno, bem como o tamanho e a localização.

As possibilidades são: cirurgia, quimioterapia (venosa ou com colírios); radioterapia; laser; braquiterapia.

Gravidez

Para fechar as causas de olho inchado, não poderíamos deixar de falar dos casos de gravidez. Pode ser que você se surpreenda um pouco com esse tópico, mas ele faz todo o sentido. A gravidez é um período de muitas mudanças e tudo isso originado por alterações profundas no ciclo menstrual e taxas hormonais.

Causas

Como o corpo fica muito mais sensível a qualquer alteração, não é de se espantar que isso se reflita no olho inchado também, concorda?

Eles podem indicar a mononucleose, por exemplo, dando sinais de uma possível infecção. Para quem não sabe, essa é a presença de uma quantidade anormal de leucócitos mononucleares no sangue.

E não é só isso: eles também podem indicar o excesso de iodo na alimentação, consumo de álcool e, inclusive, o alto consumo de medicamentos (pois a retenção de água pode ser o efeito colateral de antibióticos mais fortes, por exemplo).

Tratamento

Como esse tipo de inchaço envolve cuidados ainda mais especiais, é bom tomar cuidado e não tomar nenhuma atitude sem a aprovação médica.

Depois de conhecer algumas das principais causas de inchaço nos olhos, ficou mais fácil entender o motivo pelas quais elas acontecem também, não é mesmo? Não se esqueça de que o acompanhamento médico especializado é essencial e merece atenção.

O olho inchado ou vermelho pode significar vários problemas que requerem tratamentos distintos. Por isso, procure sempre um médico oftalmologista para que uma avaliação completa seja realizada.

Você já teve algum desses problemas e ficou com o olho inchado? Comente agora mesmo este post e conte um pouco da sua experiência!

Ricardo Filippo
Especialista em Cirurgia Refrativa a Laser e Ceratocone
Graduado em Medicina pela Universidade Federal do Rio de Janeiro – UFRJ. Durante sua vida acadêmica, participou de dezenas de congressos e simpósios, no Brasil e no exterior, e ministrou diversas aulas sobre Oftalmologia. Para mais informações sobre sua experiência na área,
clique aqui.

Posts Relacionados