Especial 08 de Março | Saúde dos olhos das mulheres

Olho seco, catarata, alta pressão intraocular… Essas são apenas algumas doenças que atingem mais as mulheres do que os homens quando o assunto é a saúde dos olhos. Mas você sabe por que as mulheres são mais suscetíveis a terem esses tipos de problemas?  Hoje vamos falar sobre a saúde dos olhos das mulheres.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), mais da metade dos casos mundiais de cegueira atingem mulheres e meninas. Dois terços dos cegos do mundo são pessoas do gênero feminino. 

A explicação pode ser biológica

Mas isso têm explicação. Isso se dá por conta das particularidades biológicas das mulheres, como questões hormonais. Na menopausa, por exemplo, a mulher diminui a produção de hormônios como estrogênio e testosterona, causando o chamado “olho seco”, que aumenta a chance de outras doenças e infecções. Isso porque o olho seco surge quando não há lubrificação o suficiente nos olhos e, assim, ele fica menos protegido. 

Outra situação se dá na gravidez. Nesse momento, a mulher acaba sofrendo alterações fisiológicas que diminuem a sensibilidade da córnea. Assim, a pressão intraocular pode aumentar, fazendo com que o grau dos óculos se altere e aumentando a intolerância a lentes de contato, por exemplo. 

Quando não tratada de maneira correta, a hipertensão ocular pode causar glaucoma e até a perda da visão. 

Mulheres também são mais afetadas por doenças autoimunes, segundo pesquisas acadêmicas. Lúpus, psoríase, artrite reumatoide, vitiligo e esclerose múltipla são apenas algumas delas. Dessa forma, todas essas condições podem impactar também a visão.

A vaidade também pode prejudicar

Porém, não só isso. Questões sociais e culturais também afetam a visão das mulheres. Uma das causas que mais atingem as mulheres quando o assunto são os problemas de visão é a vaidade. 

Muitas vezes, algumas mulheres deixam de utilizar óculos ou lentes de contato por conta de não se acharem bonitas o suficiente para um padrão social. Porém, isso pode fazer com que os olhos sejam prejudicados periódica ou permanentemente, inclusive aumentando o dano.

Utilizar lentes de contato sem necessidade – ou seja, pelo simples fato de querer mudar a cor dos olhos – também pode causar danos na córnea. Pessoas com alergias ou olhos secos, por exemplo, devem evitar esse tipo de ação. Caso contrário, os riscos de problemas de visão são agravados. 

Em algumas culturas, a mulher também é impedida de gastar dinheiro com sua própria saúde. Sendo assim, com pouca chance de se cuidar, os olhos acabam sofrendo e podem, além de desenvolver novas doenças, piorar as que já existem.

Alguns tipos de maquiagem (principalmente as falsificadas e vencidas) e o uso excessivo de rímel, delineador e sombras também podem fazer mal à visão. Alguns problemas que podem ser causados são: 

  • Irritações oculares 
  • Sensação de ardor
  • Coceira 
  • Conjuntivite 
  • Blefarite
  • Entre outras

Dormir de maquiagem e não utilizar produtos que protejam a pele antes de se maquiar também são agravantes. 

Como evitar os problemas de visão?

Apesar de serem mais facilmente afetadas pelas doenças oculares, as mulheres podem evitar os problemas de visão. A primeira maneira de fazer isso é procurar, periodicamente, um oftalmologista. 

Isso porque algumas das doenças não têm sintomas e são diagnosticadas apenas com exames. É o caso a alta pressão intraocular. Gestantes num geral também têm outros tipos de problemas, como visão embaçada e sensibilidade à luz. Assim, é fundamental que sejam acompanhadas por especialistas. 

Se alimentar de maneira adequada também pode ajudar na prevenção de doenças oculares. Alimentos ricos em Omega-3, cobre e zinco, vitaminas A, C, D e E são ótimos auxílios para a saúde dos olhos.

Alguns outros cuidados diários são: 

  1. Utilizar óculos escuros
  2. Evitar tocar os olhos com as mãos sujas
  3. Evitar ficar sem piscar diante de celulares, tablets e computadores
  4. Não utilizar colírios sem prescrição médica

Para cuidar dos seus olhos de maneira cada vez mais saudável, a Clínica de Oftalmologia Integrada (COI) está pronta para ajudar você. Entre em contato conosco e marque uma consulta. Nossa especialidade é a saúde dos olhos e estamos prontos para te atender.

Ricardo Filippo
Especialista em Cirurgia Refrativa a Laser e Ceratocone
Graduado em Medicina pela Universidade Federal do Rio de Janeiro – UFRJ. Durante sua vida acadêmica, participou de dezenas de congressos e simpósios, no Brasil e no exterior, e ministrou diversas aulas sobre Oftalmologia. Para mais informações sobre sua experiência na área,
clique aqui.