Conheça os 8 principais tipos de exames de vista realizados

Dê sua nota!

A melhor maneira de prevenir problemas e cuidar da saúde dos olhos são consultas de rotina e a realização de exames preventivos. De fato, todo mundo que já foi ao oftalmologista, seja para uma consulta de rotina ou até mesmo para renovar a carteira de motorista no Detran, já realizou alguma espécie de exame de vista.

Esses testes são fundamentais para o diagnóstico preciso de possíveis problemas oculares e outras doenças que, curiosamente, podem ser identificadas por meio da análise dos olhos, como diabetes e hipertensão.

Assim, com os resultados em mão, o médico pode encaminhar o paciente para o tratamento mais adequado, reduzindo as chances de complicações mais graves ao paciente.

 

Quando é necessário realizar um exame de vista

Alguns sintomas são importantes de serem observados, pois podem indicar possíveis problemas oculares.

Nesse sentido, é importante consultar-se frequentemente com um médico de confiança e, assim, manter sempre atualizados seus exames oftalmológicos. O ideal é que essas consultas sejam feitas pelo menos uma vez ao ano, especialmente para quem já possui o diagnóstico de algum problema ocular ou já passou dos 40 anos de idade.

Isso posto, os principais sinais que devem levantar suspeitas são:

  • Fotofobia (hipersensibilidade à luz);
  • Visão dupla ou embaçada;
  • Alterações na lacrimação (falta ou excesso);
  • Dor de cabeça;
  • Dor nos olhos e vista cansada;
  • Pupilas de tamanhos diferentes;
  • Ter que forçar a vista para enxergar objetos que estejam longe ou perto;
  • Olhos desalinhados;
  • Dificuldade de enxergar cores;
  • Manchas esbranquiçadas ou halos ao redor de luzes;
  • Sombras ou falta de nitidez.

Além desses, existem diversos outros sintomas que podem indicar que está na hora de agendar uma consulta com o oftalmologista. Ao identifica-los, não hesite! Quanto mais cedo for diagnosticado qualquer possível problema, melhor é o tratamento e menores são as chances de complicações.

 

Principais tipos de exames de vista realizados por oftalmologistas

Da mesma maneira que existem testes preventivos, há uma série de exame de vista que podem ser realizados de acordo com a análise que o médico faz baseado na descrição que o paciente faz dos seus sintomas e das suspeitas levantadas pelo especialista.

Os principais são:

 

1. Teste do olhinho

Trata-se de uma exame realizado ainda nas primeiras semanas de vida do bebê. Com a ajuda de um oftalmoscópio, o médico observa o reflexo da retina e a condição do cristalino de cada olho.

O objetivo do teste do olhinho é o diagnóstico precoce de problemas oculares em recém-nascidos, como catarata, glaucoma e tumores. Quando não tratadas adequadamente, essas doenças podem levar à cegueira.

 

2. Avaliação externa

Consiste no exame mais comumente realizado nas consultas de rotina. Nele, o oftalmologista avalia a parte externa dos olhos, as pálpebras e os canais lacrimais. A ideia é identificar eventuais sintomas que podem indicar problemas visuais, como vermelhidão, inchaço e alterações na lacrimação.

 

3. Teste de Snellen

Também conhecido como exame de refração, este teste é realizado com o auxílio de um aparelho chamado auto refrator e de um painel de letras em diferentes escalas, servindo para avaliar a acuidade visual do paciente. Como resultado, o médico oftalmologista consegue determinar o quanto a pessoa enxerga, a possível presença de erros de refração e a medida do grau que deverá ser utilizada nos óculos e lentes de contato.

 

4. Oftalmoscopia

Também chamada de exame de fundo de olho, a oftalmoscopia avalia as estruturas presentes na parte anterior do globo ocular, como retina, disco óptico e vasos sanguíneos. Embora seja comumente realizado com o auxílio de um oftalmoscópio, hoje em dia é possível realizar o exame utilizando retinógrafos digitais, que garantem mais qualidade e precisão no mapeamento dessas estruturas oculares.

Com os resultados, o médico consegue detectar sintomas que podem levar ao diagnóstico de diabetes, hipertensão ocular e glaucoma. Além disso, é possível identificar problemas não relacionados aos olhos, como tumores, leucemia, tuberculose, diabetes, entre outros.

 

5. Teste Ishihara

Trata-se do exame que analisa a percepção de cores do paciente, sendo a principal forma para o diagnóstico do daltonismo. Para isso, são utilizados diagramas coloridos em que a pessoa deve tentar identificar os números no centro de cada imagem.

 

6. Ceratometria

Este exame realiza o mapeamento da topografia da córnea e analisa sua curvatura. Com os resultados em mãos, o médico é capaz de diagnosticar problemas de refração, como miopia, hipermetropia e astigmatismo, além da catarata.

 

7. Teste Ortóptico

Também conhecido como exame de motilidade ocular, consiste na avaliação dos músculos responsáveis pela movimentação dos olhos, verificando possíveis alterações sensoriais. O teste ortóptico é a principal forma de diagnóstico de problemas como estrabismo e ambliopia.

 

8. OCT

A Tomografia de Coerência Óptica (a sigla vem do inglês: Optical Coherence Tomography) é utilizada para o diagnóstico de doenças em diferentes estruturas oculares, como córnea, retina, nervo óptico e vítreo. Assim, o médico é capaz de identificar uma série de patologias e problemas oculares.

Além desses, existem diversos outros exames não tão comuns que o oftalmologista pode realizar caso considere necessário para diagnosticar problemas de visão e outras doenças.

Quando nos referimos à saúde dos nossos olhos, a prevenção é sempre a melhor saída. Sendo assim, é fundamental prestar atenção aos principais sintomas que podem indicar problemas visuais, bem como tomar imediatas providências em caso de acidentes.

Não favorecer o diagnóstico precoce e evitar maiores complicações, consulte-se com frequência com um oftalmologista da sua confiança. Para quem está localizado na Zona Oeste do Rio de Janeiro e está interessado em uma consulta de rotina, marque seu horário com a COI e tenha um diagnóstico completo.

Não perca tempo e agende uma consulta com nossos especialistas!

Ricardo Filippo
Especialista em Cirurgia Refrativa a Laser e Ceratocone
Graduado em Medicina pela Universidade Federal do Rio de Janeiro – UFRJ. Durante sua vida acadêmica, participou de dezenas de congressos e simpósios, no Brasil e no exterior, e ministrou diversas aulas sobre Oftalmologia. Para mais informações sobre sua experiência na área,
clique aqui.

Posts Relacionados